24 de junho de 2010

Auto Crítica e Conhecimento, o que falta em muitos escritores

Nesta última quarta-feira(23/06/10) estive sendo homenageada com um Diploma de Reconhecimento Público pela Câmara Municipal de São José dos Campos, SP, onde todos os escritores joseenses que estiveram presentes na 3º Edição do Festival da Mantiqueira, que se realizou no mês de maio no Distrito de São Francisco Xavier receberam os tais diplomas. Pude obversar como o ego a maioria das pessoas falam mais alto. Me pergunto qual a importância de um Diploma? Para mim, fico grata pelo reconhecimento a nós escritores joseenses, mas irei guardar junto com meus intermináveis papéis que tenho na estante do meu quarto. Alguns escritores devem estar achando que agora estão"aptos" a escrever, publicar um livro ou coisa parecida. Digo, por São José dos Campos, cidade onde nasci que falta muito aos escritores, auto-crítica, conhecimento, interesse, leitura, união. Alguns nunca leram uma Ana Cristina Cesar, um Ferreira Gullar, um Roberto Piva, Maiakovsky, só para citar alguns.
E tem aqueles que definem um bom "poeta" pela quantidade de palavras escritas em seu livro, você pode achar um absurdo, mas é realidade. Então como é que fica quem escreve haikais, te pergunto?
Nos dias atuais, a maioria dos jovens escritores usam uma linguagem em sua poesia do tempo da Idade Média. Isso mudou desde a Semana de 22, as regras, definições cairam. Somos livres para escrever, pensar, sentir. Poesia é liberdade. Sou muito síntese no que escrevo, publiquei um livro recentemente, faço uso do verso livre, alguns me disseram que estou desperdiçando papel.
Termino este artigo com um poema de minha autoria que surgiu no momento que comecei a escrever essas linhas:

" Quero a palavra solta
Quero o verso livre
Invadindo espaços"

2 comentários:

Samuel poeta disse...

Boa tarde! quero dizer que concordo totalmente com seu ponto de vista. No Brasil de hoje, e de a muito de tempo, existem mais propensos
(pseudo)escritores do que dispostos leitores.
Afinal, para escrever bem, não seria importante ler muito?

Um forte abraço!

evaldo disse...

concordocom voce! existe gente para tudo
neste mundo!
aqueles que acham que são
aqueles que são o que acham
aqueles que não acham nada
aqueles que procuram tudo
aqueles que não dizem nada
aqueles que fazem de tudo,
aqueles que tudo falam
aqueles que são mudo
aqueles que são pessoas raras
aqueles que pensam com o mundos
aqueles que fúteis
aqueles que são inteiros
aqueles que são de verdade
aqueles que são só meios.