1 de junho de 2010

BATE PAPO COM FERREIRA GULLAR EM MONTEIRO LOBATO

Estive no dia 31 de maio de 2010 num bate papo agradável com o poeta maior Ferreira Gullar em Monteiro Lobato, SP através do Projeto "Viagem Literária". Em poucas horas que o poeta Gullar esteve presente tive uma verdadeira aula de poesia, tudo o que ele disse concordo com o poeta, afinal poesia não é obviedade, e sim mistério. Não posso aqui falar de todos os presentes, mas eu aproveite cada instante e presentiei o poeta Gullar com meu primeiro livro de poemas "Ausências". Conheci a poesia de Ferreira Gullar há pouco tempo, mas o suficiente para "mastigar" e "ingerir" cada palavra escrita. Ferreira Gullar nos disse que" O poema nasce com o acaso, ele escolhe quando vai nascer, não tem dia nem horário marcado, que tem muitos jovens poetas que ou escrevem coisas óbvias ou difícies não chegando a se comunicar com o outro".
Disse que " o poeta acaba sendo o repórter do mistério". A vida ela vai além do planejamento, temos que correr riscos e que somos invenções de nós mesmos, palavras do poeta maior Gullar.
Enfim, são experiências vividas, para mim uma aula para toda minha vida e trajetória poética.

Um comentário:

Milla disse...

Eu amo Ferreira Gullar. Ele sempre esteve anos luz à frente, presenteando-nos com o mistério de suas palavras. O que mais lamentei foi ter perdido a oportunidade de revê-lo...Que bom que vc o conheceu! Fpi um privilégio. Depois vc poderá contar este feito aos seus filhos e netos. Beijão, Máh